Juros do crédito à habitação aumentaram

Este é o quinto mês consecutivo de aumentos, de acordo com os dados do INE. Em agosto, a taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à

Notícias Juros do crédito à habitação aumentaram 1,011% em agosto
22 SET 2022 Voltar
1424373202829E.jpg

Este é o quinto mês consecutivo de aumentos, de acordo com os dados do INE.

Em agosto, a taxa de juro implícita no conjunto dos contratos de crédito à habitação foi de 1,011%. De acordo com os dados do INE, este é o quinto mês consecutivo de aumentos, sendo este o valor mais alto desde novembro de 2019, mês em que se fixou em 1,017%.

Para o destino de financiamento de aquisição de habitação, a taxa de juro implícita para o total dos contratos subiu para 1,027%, o que corresponde a mais 9,9 pontos base face a julho.

Consoante os dados fornecidos pelo INE, os contratos celebrados nos últimos três meses sofreram também um acréscimo de 23,3 pontos base para 1,528%.

O capital médio em dívida, no mês de agosto, aumentou de 345 para 60.750 euros. Para os contratos celebrados nos últimos três meses, o montante médio em dívida foi de 128.092 euros.

No período em análise, a prestação média subiu quatro euros para 268 euros, sendo que 51 euros deste montante correspondem a pagamento de juros e 217 euros a capital amortizado.

 

(Fonte Vida Imobiliária, tratado por ASMIP)

Partilhar
x