Mercado Bom Sucesso aposta em lojas

Reaproximar o Mercado do Bom Sucesso da sua história e da tradição, enquanto espaço icónico da cidade do Porto e dos visitantes, é o que pretendem a Mercado

Notícias Mercado Bom Sucesso aposta em lojas tradicionais e quer ser um espaço mais ‘trendy’
6 MAI 2021 Voltar
19182431489658Y.jpg

Reaproximar o Mercado do Bom Sucesso da sua história e da tradição, enquanto espaço icónico da cidade do Porto e dos visitantes, é o que pretendem a Mercado Prime e a Sonae Sierra com a renovação que está em curso. Depois de concluído o projeto, o mercado terá um total de 26 novas bancas, 40 lojas e restaurantes (exteriores e interiores), servidos por 299 lugares interiores e 238 lugares exteriores, e um supermercado Continente Bom Dia, com uma área de 712 metros quadrados (m2).

Ao idealista/news, Marco Massano, diretor do Mercado do Bom Sucesso, destaca que a renovação pretende dar uma nova vida ao mercado, “proporcionando, a quem nos visita, uma maior conveniência e comodidade, num espaço mais ‘trendy’ para os portuenses, em linha com o que é feito nos mercados tradicionais noutras cidades internacionais”.

O objetivo é ter “um mercado com uma nova vivência” e, para isso, “estamos a melhorar a imagem global, o conforto deste espaço icónico e a requalificar a oferta comercial”, detalha o gestor.

As obras de requalificação já arrancaram e segundo Marco Massano, os trabalhos “irão decorrer durante o ano de 2021?. As obras vão decorrer “na sua maioria, durante o período em que o mercado está encerrado ao público”, precisa.

O Mercado do Bom Sucesso - localizado junto à Rotunda da Boavista - é, desde fevereiro de 2020, detido pela Mercado Prime, estrutura empresarial pertencente a Luísa Amorim (filha mais nova de Américo Amorim, já falecido) e à Sonae Sierra, que assumiram a concessão do espaço depois de a Mota-Engil ter vendido os seus direitos.

O pedido de autorização de transmissão do capital social foi aprovado pela Assembleia Municipal do Porto em dezembro de 2019, com a oposição da CDU e a abstenção do PS.

 

Quiosques com nova imagem e novo conceito

De acordo com o atual responsável pela gestão do espaço “os atuais quiosques (bancas) estão a ser realocados e terão uma nova imagem adaptada ao novo conceito do local”. Assim, frisa Marco Massano, “o conceito do design do projeto remete para o ambiente das lojas tradicionais e vivência do mercado, pelo que inclui elementos como as antigas leiteiras e sacos de serapilheira, peças em cerâmica e cestaria, brinquedos antigos, entre outros”.

Os materiais utilizados na renovação são, essencialmente, a pedra mármore e a madeira, pois conferem uma sensação de conforto e ao mesmo tempo elegância ao local, acrescenta.

Para além da integração de novos conceitos gastronómicos, o Mercado Bom Sucesso tem já em funcionamento um Continente Bom Dia - com uma dimensão mais reduzida que os habituais supermercados desta insígnia - localizado no espaço inicialmente ocupado por bancas de fruta, peixaria, talho e florista, mas que acabaram por fechar devido à pouca adesão por parte dos clientes.

O novo espaço tem uma entrada pelo interior do mercado e uma segunda entrada direta pelo exterior, através do Largo de Ferreira Lapa. A criação de um acesso direto do exterior ao supermercado foi conseguida pela supressão de uma das lojas de rua, que foi integrada na área interior do espaço, introduzindo degraus e demolindo a laje do mezanino existente.

No espaço do supermercado é explorado “um novo conceito, mas adaptado ao mercado tradicional, com uma oferta centrada em produtos da área de frescos e de take away de livre serviço”, conta o gestor, dando nota de que em breve serão divulgados novos conceitos gastronómicos. “Estamos convictos de que serão uma mais valia para a cidade do Porto e para o mercado”, afirma.

 

Novo palco para dinamizar mais eventos

O Mercado do Bom Sucesso vai ter um novo palco criado no interior e pensado para diversos eventos, com o objetivo de dinamizar o entretenimento para famílias e diferentes públicos e complementando a atratividade da oferta.

Além disso, um pouco por todo o espaço vai haver pontos de internet e de carregamento de baterias de smartphones e tablets para melhor servir os clientes do espaço.

De destacar que o pedido de licenciamento para o projeto de requalificação do Mercado do Bom Sucesso foi deferido pela Câmara Municipal do Porto, no início de março, depois de a Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN), ter dado também parecer positivo.

Um dos aspetos mais polémicos do novo espaço é a instalação do supermercado Continente, contudo o gestor garante que “esta unidade está em conformidade com o caderno de encargos, ocupando um espaço que estava vago há mais de um ano”.

Do conjunto de alterações em execução está também a introdução de portas corta-vento nas entradas nascente e poente, a alteração das frentes de loja, a instalação de uma escada rolante entre o R/Chão e a galeria superior, uma nova ligação a partir da garagem e a alteração do acesso à área ocupada pela Fundação Manuel António da Mota.

 

(Fonte Idealista/news, tratado por ASMIP)

Partilhar