Tomada de Posse dos Orgãos Sociais

A eleição contou com cinco vezes mais votos do que os constantes da lista que a sufragaram em 98% dos votantes, numa mobilização sem precedentes a este tipo de

Notícias Tomada de Posse dos Orgãos Sociais
15 JAN 2017 Voltar
10209218532044w.jpg

A ASMIP – Associação dos Mediadores do Imobiliário de Portugal, procedeu no passado dia 12 à Tomada de Posse dos seus Órgãos Sociais Eleitos, em cerimónia realizada no auditório da CIUL, sito no Picoas Plaza, gentilmente cedido para o efeito pela Câmara Municipal de Lisboa.

A eleição contou com cinco vezes mais votos do que os constantes da lista que a sufragaram em 98% dos votantes, numa mobilização sem precedentes a este tipo de escrutínios, pois habitualmente quase só os membros da(s) lista(s) votam, numa espécie de auto eleição.

Este facto demonstra o interesse dos associados na sua ASMIP, nascida em 2014, mas que tem crescido exponencialmente no último ano, chegando já ao associado 350, e ainda com grande margem de progressão pelos serviços que presta, mas também, e sobretudo pelo tratamento empenhado e personalizado que garante aos seus associados, a par dos custos mais reduzidos a todos os níveis: quota de apenas 10€, seguro de apenas 115€, as formações mais económicas do mercado, garantindo ainda um serviço permanente de assistência jurídica telefónica, único no mercado.

A cerimónia contou, com a presença de diversas entidades, entre representantes de associações empresariais do setor, bancárias, seguradoras, e partidárias, para além do Conselho Diretivo do IMPIC, instituto regulador de toda a atividade imobiliária.

Os trabalhos foram conduzidos pelo Dr. António Duarte, antigo mediador imobiliário com 47 anos de atividade, hoje jurista, mas ex-Presidente associativo, que assim deu posse a todos os elementos eleitos, prestando desta forma o seu apoio à causa que levou à criação da ASMIP, bem como outros antigos dirigentes e presidentes que na plateia marcaram presença em reforço desse mesmo apoio. Outros, com currículos idênticos, não podendo estar presentes, mandaram mensagens de aprovação e apoio. O exemplo foi dado pelo próprio Dr. António Duarte, que no seu breve discurso, declarou aceitar o convite que lhe havia sido dirigido para prestar apoio judírico, fazendo-o a custo zero, durante todo o ano de 2017, numa atitude de grande altruísmo, só ao alcance dos melhores, e pela qual a ASMIP fica extremamente reconhecida.

O recém-eleito presidente da direção, Francisco Bacelar, cargo que já exercia interinamente, justificou no seu discurso os motivos que levaram à criação da ASMIP, elencando alguns dos aspetos que urgia corrigir, passando de seguida a mencionar os objetivos que a sua direção perseguirá para cumprir o plano traçado no programa apresentado aos associados, de onde se destacam novas iniciativas de apoio a estes, propostas de combate à mediação ilegal, e de parceria com o IMPIC no melhoramento, profissionalização e reconhecimento da classe junto do público.

A fechar a sessão tomou a palavra a deputada da Assembleia da República, Dra. Carla Barros, que se congratulou com os ideais que a ASMIP persegue, reforçando a importância dos princípios da ética, da consciência social e humana, e de proximidade, para o exercício profissional da mediação imobiliária em Portugal.

No final houve lugar a um Porto de Honra onde as diversas personalidades presentes puderam trocar impressões entre si, em ambiente descontraído.

Partilhar
x